A Cultura do Trabalho


Todos sabemos da importância de educar os nossos filhos para o trabalho. Todos temos consciência da importância de formar cidadãos bem formados, proactivos, capazes de empreender, de investir e, em suma, de atingir a sua realização profissional. Muitas vezes, o que nos falta é perceber porquê. Porque é que temos esses objectivos para os nossos filhos? Por vezes parece-nos que tal se prende com a necessidade consumista de acumular riqueza, de poder obter todos os bens mais ou menos necessários a uma vida que consideramos feliz.

Às vezes falta-nos olhar para o fundo de nós mesmos e perceber com clareza qual a verdadeira importância do trabalho. Mas, então, qual é a sua importância? É importante porque nos realiza, porque nos faz sentir úteis, porque nos dá força e nos faz sentir GRANDES, porque nos permite usufruir dos tempos de ócio. É simples, não é?

Então, porque é que passamos aos nossos filhos a ideia de que trabalho é só dureza, problemas, cansaço? Quando chegamos a casa depois de um dia de trabalho, porque não valorizar o momento, porque não pensar que tudo o que estamos a usufruir é conquista nossa, porque não desfrutar do tempo de ócio em família? O cansaço não passa por falarmos dele, o cansaço passa quando nos distraímos e vivemos a vida.

Trabalho não é só uma actividade remunerada. Trabalho é o esforço de crescer e a gratificação da conquista. O nosso filho também trabalha. Quando estuda está a trabalhar, a crescer, a obter saber, e o resultado são as notas. Essas são as medidas do seu esforço, tal como as nossas são o ordenado, os elogios e os prémios. Se o nosso filho trabalhar muito, merece a gratificação do ócio: um fim-de-semana bem passado, sem pensar no estudo, umas férias de Rei.

É importante que ele entenda isso. É importante que entenda o poder e a dignidade do trabalho, e o viva com felicidade. Só assim poderá ser um adulto feliz e realizado. Só assim poderá ser verdadeiramente um bom aluno, signifique isso o que significar.

 Sara Amado

Sem comentários:

Publicar um comentário