Mudar de escola, sim ou não?


Todas as escolas obedecem a um programa de ensino universal e também a um projecto pedagógico. Este último vai mudando de escola para escola e deve ser centrado nesta proposta que devemos escolher o que nos parece melhor para o nosso filho. Depois cabe-nos a nós garantir que ele é cumprido e que o nosso filho está a desenvolver todas as competências (escolares, emocionais, sociais, artísticas e pessoais) inerentes à sua faixa etária. Cabe-nos ainda garantir que ele é olhado na especificidade da sua individualidade e tem um tratamento ajustado a essas características únicas sendo devidamente motivado e estimulado.

Quando o colégio ou um professor específico não corresponde aquilo que pretendíamos deve haver substituição. Sabemos que as nossas crianças e jovens têm uma capacidade enorme em desenvolver amizades, e quando não têm é porque algo vai mal e tem de ser alterado. Assim sendo, em qualquer sítio farão o seu percurso social com qualidade. O local onde os nossos filhos passam a maior parte do seu tempo deve ser o local para onde deve incidir a nossa maior preocupação, o nosso olhar mais atento, a nossa intervenção mais cuidada e as nossas opções mais ajustadas.

Também por isso a decisão de mudar ou não cabe-nos a nós, pais. Os nossos filhos, seja em que idade for, pensam a escola como o local onde estão com os amigos, a sua zona de conforto. Eles não pensam nela como o local da Educação por isso quase nunca querem sair. É o local onde têm os amigos e que obedece a regras que já conhecem. O desconhecido assusta, mesmo que o conhecido não seja perfeito. Na verdade, regra geral, quando o “desconhecido” se ajusta mais ao seu perfil acabam por ficar radiantes e a experiência da mudança é para todos enriquecedora.

O mais importante a ter em conta é que não devemos aceitar “bater constantemente contra a parede”, não devemos deixar menosprezar-nos nem menosprezar o nosso filho e temos que saber que, em qualquer lugar, há-de existir a solução que permite à nossa família atingir um maior bem estar.

Aprender… saber… crescer…  a melhor experiência que o ser humano pode ter. Por isso deve ser feito com entusiasmo motivação e qualidade. Onde é que isso vai acontecer? Vamos procurar…

Sara Amado
 

Sem comentários:

Publicar um comentário